Cazaquistão e Uzbequistão podem virar pólos de mineração de Bitcoin – CriptoFácil

“O custo da mineração é composto principalmente pelo custo da máquina de mineração, tarifas de eletricidade, aluguel do local de mineração, custo de operação e manutenção, dos quais o custo da máquina de mineração e as despesas com eletricidade são majoritárias, uma vez que o custo da máquina de mineração é basicamente fixo, a maior variável é custo de eletricidade. Nesse sentido, encontrar eletricidade barata é a melhor maneira de aumentar a lucratividade”, disse Wu.

Tomemos como exemplo o Antminer S17 pro de última geração. Quando a eletricidade é de US$0,06 / kWh, um S17 profissional pode gerar um lucro diário de US$5,41; quando o custo da eletricidade é de US$0,03 / kWh, o lucro passa a ser de US$6,83 por dia, segundo dados do CryptoCompare.

Segundo Wu, atualmente os mineradores instalam as mais poderosas máquinas de mineração na China e realocam modelos antigos como S9, E10 e M3 para países com eletricidade mais barata.

“Minha fazenda de mineração (no Cazaquistão) está operando máquinas Ebit E10, que fornecem um hashrate de 18T com o consumo de energia em 1800W.”

Neste caso, uma E10 gera US$0,45 por dia, a um custo de eletricidade de US$0,06 / kWh; se as tarifas de eletricidade caírem para US$0,03 / kWh, poderiam ganhar US$1,75 por dia, um aumento de 288% no lucro. Em comparação com o caso da S17 pro acima, chegamos à conclusão de que os modelos mais antigos de mineração são mais lucrativos, fornecendo eletricidade mais barata no exterior.

Segundo informações públicas, atualmente existem 47 campos de carvão, que são áreas de produção e mineração de carvão no Cazaquistão, sendo que 72% do carvão extraído no país vem da mineração a céu aberto, que é barata e eficiente. Além disso, o Cazaquistão possui a 8ª maior reserva de carvão do mundo, comprovadamente são cerca de 200 bilhões de toneladas.

Também há no país cerca de 5 bilhões de toneladas de reservas de petróleo, representando 3,2% do total de reservas comprovadas do mundo. Já as reservas de gás natural são de cerca de 2 trilhões de metros cúbicos, ou 1,5010% do total mundial. Essas reservas também dão ao país um enorme potencial para geração de energia.

“No Cazaquistão, a energia a carvão custa tão pouco quanto US$0,001 / kWh por causa da abundante fonte de carvão existente”, disse Wu. “Além disso, a geração de energia privada é permitida no país e a eletricidade que estamos usando vem dessa geração privada o que torna o processo ainda mais barato.”

No entanto, o problema para os mineradores de Bitcoin no Cazaquistão é a base fraca da indústria. Isso significa que eles precisam construir uma fazenda de mineração do zero, com instalações imaturas da indústria pesada. Encontrar um parceiro confiável que possa fornecer eletricidade estável é outro problema, pois há o risco dos fornecedores interromperem o serviço exigindo preços mais altos.

Apesar disso, nem o risco de importar plataformas de mineração, nem a dificuldade de encontrar minas e eletricidade estável, poderiam se comparar aos riscos impostos pelas políticas locais.

“De fato, não fomos reconhecidos pelo governo local por nossas atividades de mineração”, disse Wu.

Entretanto, parece que a área da Ásia Central tem mostrado alguns sinais encorajadores sobre a mineração de Bitcoin. No mês passado, o país vizinho do Cazaquistão, o Uzbequistão,  anunciou que está estabelecendo um pool nacional de mineração e os mineradores que ingressarem no pool terão taxas mais baixas de eletricidade. Mais tarde, em janeiro, o país lançou sua primeira exchange de criptomoedas licenciada e anunciou que se prepara para isentar os rendimentos obtidos em operações de criptoativos.

Leia também: Pós Halving: mineração do Bitcoin ficará ainda mais concentrada na China, diz especialistas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Copyright Zitub.com 2020