Dia D da campanha nacional contra o sarampo será realizado no próximo sábado – D24am.com

Manaus – O Dia ‘D’ de mobilização da nova etapa da Campanha Nacional contra o Sarampo, marcado para o próximo sábado (15), vai contar com 133 postos de vacinação coordenados pela Prefeitura de Manaus, que funcionarão das 8h às 17h.

“Há um ano erradicamos o sarampo na capital porque montamos uma força-tarefa e estratégias muito efetivas de controle e combate. Mas o vírus continua circulando no Brasil e, por isso, reforçamos a necessidade de que a população compareça aos postos e se imunize para manter a nossa cidade livre dessa doença e nossos cidadãos protegidos”, convoca o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Pessoas na faixa etária de cinco a 19 anos são o público alvo nessa etapa da campanha de vacinação (Foto: Alex Pazuello/Semcom/Divulgação)

Nessa etapa da campanha, executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a vacinação tem como público alvo pessoas na faixa etária de cinco a 19 anos. A recomendação é que os jovens compareçam a um posto apresentando, preferencialmente, o cartão de vacina, o Cartão SUS e um documento de identidade, assim como pais e responsáveis devem levar as crianças para avaliação da situação vacinal.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira, informa que o dia ‘D’ de mobilização terá postos instalados na rede pública municipal em Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Policlínicas e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) com salas de vacina, além de um ponto de atendimento na sala de vacina da Samel e um posto volante funcionando no Amazonas Shopping.

“A campanha iniciou no dia 10 de fevereiro e segue até o dia 13 de março nas unidades de saúde da rede municipal, mas o dia de mobilização, em um sábado, é uma oportunidade a mais que a população tem para ter acesso ao serviço de forma rápida. E mesmo que o último caso de sarampo em Manaus tenha sido registrado em janeiro de 2019, o vírus continua circulando no País e por isso é muito importante que a população mantenha o cartão de vacina atualizado”, destaca a enfermeira.

No ano passado, o Ministério da Saúde realizou outras duas etapas da campanha para crianças de seis meses a menores de cinco anos e na faixa etária de 20 a 29 anos. “Essa nova etapa da campanha atinge mais uma faixa etária com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal de crianças e jovens, reduzindo o risco de transmissão do sarampo entre a população em geral”, afirma Marinélia Ferreira.

Imunização

A vacina tríplice viral, que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola, está disponível para a população na rotina de serviços das unidades de saúde durante todo o ano para pessoas na faixa etária de seis meses a 49 anos.

Atualmente, o esquema vacinal contra sarampo inicia aos seis meses de idade com uma dose extra da tríplice viral, seguindo o esquema de rotina aos 12 meses de idade e complementação com uma segunda dose a ser realizada com a vacina tetra viral aos 15 meses de idade. Pessoas até 29 anos sem vacinação, devem receber duas doses. Para adultos de 30 a 49 anos sem vacinação, a recomendação é a dose única da tríplice viral.

“O sarampo é uma doença grave e o vírus é de alta transmissibilidade, que pode causar a morte do paciente, principalmente quando atinge crianças. A vacina é a única forma de proteção contra o sarampo e as pessoas devem ficar atentas para completar o esquema vacinal”, alerta Marinélia Ferreira.

Infecção

O sarampo é uma doença infecciosa causada por um vírus e a transmissão ocorre quando uma pessoa doente elimina gotículas de secreções por meio da tosse, da fala e espirros, infectando outras pessoas.

Os principais sintomas são: febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido; mal-estar intenso; e manchas vermelhas. As complicações pelo sarampo incluem cegueira, diarreia grave, encefalite, infecções no ouvido e infecções respiratórias graves, como pneumonia, podendo levar à morte.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, este ano nove Estados brasileiros mantêm transmissão ativa do sarampo, com cinco Estados tendo casos já confirmados da doença: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Pernambuco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Copyright Zitub.com 2020